Capítulo 08 - Online | Download: MEGA ou Google Drive

Capítulo 08 - Online | Download: MEGA ou Google Drive

Capítulo 33 - Online | Download: MEGA ou Google Drive Capítulo 34 - Online | Download: MEGA ou Google Drive

Capítulo 33 - Online | Download: MEGA ou Google Drive
Capítulo 34 - Online | Download: MEGA ou Google Drive

Capítulo 58 - Online | Download: MEGA ou Google Drive

Capítulo 58 - Online | Download: MEGA ou Google Drive

Capítulo 07 - Online | Download: MEGA ou Google Drive

Capítulo 07 - Online | Download: MEGA ou Google Drive

Capítulo 31 - Online | Download: MEGA ou Google Drive Capítulo 32 - Online | Download: MEGA ou Google Drive

Capítulo 31 - Online | Download: MEGA ou Google Drive
Capítulo 32 - Online | Download: MEGA ou Google Drive

Capítulo 57 - Online | Download: MEGA ou Google Drive

Capítulo 57 - Online | Download: MEGA ou Google Drive

Em março deste ano, com o objetivo de comemorar o dia internacional das mulheres, a Lezhin Comics (plataforma coreana onde Sadistic Beau...

Em março deste ano, com o objetivo de comemorar o dia internacional das mulheres, a Lezhin Comics (plataforma coreana onde Sadistic Beauty é publicada) resolveu selecionar algumas autoras, que trabalham com os mais diversos gêneros, no intuito de conduzir entrevistas especiais com cada uma delas. O evento, nomeado Women's History Month, além das entrevistas, também liberou por tempo limitado mais de cem capítulos gratuitamente de seis histórias em quadrinho diferentes. 

Entre as escolhidas para participar do evento estava Yunhee Woo, a autora de Sadistic Beauty, que vocês já devem conhecer. Aproveitando que terminamos de lançar a primeira temporada da obra essa semana, decidimos traduzir e postar a entrevista também, já que, a nosso ver, a autora possui umas coisinhas interessantes para falar. Sem mais delongas, vamos lá:

Primeiramente, por favor, apresente-se de forma breve.
Yunhee: Olá, me chamo Yunhee e sou a autora de Sadistic Beauty.

Quando você decidiu se tornar uma criadora de webtoons?
Yunhee: Acredito que seja o mesmo com todo mundo, mas eu amava animações quando mais nova. Eu era tipo uma mini máquina de fazer cópias de Sailor Moon. Eu treinava desenhar o máximo que podia e acabei indo parar no Departamento de Animação da minha universidade. Entretanto, depois que descobri que o currículo focava primordialmente em edição de filmes, decidi me transferir para o Departamento de Criação de Manhwas*. Aquela foi a primeira vez que eu realmente refleti sobre o que um quadrinho se tratava. Foi aí que eu decidi começar uma carreira como criadora de webtoons.

*Manhwa: palavra coreana para quadrinhos que também inclui webtoons.

De que forma você estreou no mundo das webtoons?
Yunhee: Por volta da época em que me formei, um dos meus professores disse que indicaria meu quadrinho para a D*** Webtoons, então eu e Geumsan Lee fizemos cerca de três episódios juntos. Nunca recebemos a indicação. Por isso, decidimos trabalhar mais no quadrinho e enviá-lo para o concurso de quadrinhos que a D*** estava realizando naquela época. A história se chamava Cherry Boy, That Girl (새디스틱 뷰티).

Falar sobre fetiches ainda é meio que um tabu na Coreia. O que te levou a criar um quadrinho que gira em torno de um fetiche tão específico?
Yunhee: Quadrinhos adultos são um gênero de webtoons bastante popular hoje em dia. Eles têm praticamente 100% de chances de se tornarem um sucesso. Entretanto, é difícil encontrar quadrinhos adultos que sejam criados especificamente tendo as mulheres como público alvo. A Coreia é um país conservador, mas o mundo está mudando. Penso que é necessário haver mais pornografia para as mulheres, agora.

Em todos os relacionamentos de Doona, incluindo os sexuais, ela é dominante e independente. Você possuía algum tipo de preocupação específica ao criar essa personagem?
Yunhee: Já houve inúmeras representações de mulheres masoquistas, mas há pouquíssimos exemplos quando se diz respeito a mulheres sádicas. Por esse motivo, fiquei preocupada ao pensar que os leitores talvez não achassem Doona Cheon uma personagem atraente, por ela ser grossa, uma controladora insegura, e sádica. Não sei dizer se estou satisfeita com a personagem dela até aqui. Quero mostrar como uma mulher humana, dominante e imperfeita, pode ser atraente.

O que te fez aumentar o espectro sexual de Doona?
Yunhee: Fiz isso porque o meu quadrinho é focado em relacionamentos de SMDS (sadomasoquismo/domínio-submissão), não em relacionamentos heterossexuais. Doona é uma personagem que quer submissão e domínio, não sexo heterossexual.

Qual é a sua personagem feminina preferida de Sadistic Beauty e por quê?
Yunhee: Gyerin Yang. Ela é uma personagem com um forte sentimento de identidade e autoestima, mas que ainda age feito uma criança. Ao mesmo tempo, ela possui consciência disso, o que eu vejo como parte do charme dela.

Qual a sensação de ter o seu quadrinho disponível para um público estrangeiro?
Yunhee: Sadistic Beauty está disponível tanto nos serviços inglês quanto japonês da Lezhin Comics. Depois de analisá-las, posso dizer que as traduções são de fato bem feitas. Sou sempre grata às equipes de inglês e japonês. Acredito que a única diferença que eu sinto em ter meu quadrinho disponível em línguas estrangeiras é que agora eu recebo às vezes e-mails e tweets em outras línguas.

Alguma mulher que te sirva como inspiração?
Yunhee: Tenho muito respeito pela criadora de Dosei Ai (同棲愛), Setona Mizushiro.

Alguma webtoon que você gostaria de indicar?
Yunhee: Tenho gostado de acompanhar Strawberry and Milktea, Miss Guillotine e Matchstick 20.

De mulher para mulher, tem algo que você gostaria de perguntar às outras criadoras de webtoons?
Yunhee: Gostaria de saber como elas ficam em forma, pedir uma lista de suplementos que tomam e descobrir como lidam com cólicas menstruais. Não gosto muito de falar sobre trabalho com os outros. Uma coisa que tem despertado minha curiosidade é saber como criadores de webtoons ficam próximos de suas famílias enquanto trabalham em seus quadrinhos.

Algum outro comentário que você gostaria de fazer?
Yunhee: Quero agradecer a todos que leem Sadistic Beauty e dizer que amo todos os meus leitores. Desejo a todos um 2017 bastante sexy e seguro!